Lareiras: calor para dias frios, entenda as diferenças.

Meu artigo de hoje é uma homenagem ao fogo 🔥  que nos aquece frente a este frio que vem do sul. Nessas horas, bem na véspera deste inverno que se aproxima, eu invejo a sorte de quem tem uma lareira para chamar de sua. 🙌🏻

A gente vai ficando mais velho e se apega com cada coisa, eu por exemplo adoro quando o vento Sul chega batendo as janelas, subindo a poeira e assobiando tal qual uma chaleira que nos chama para a hora do chá.

Taí um vento que tem personalidade, e do mesmo jeito que eu adoro quando ele chega eu dou graças a Deus quando ele vai.

Quem mora no sul do país sabe que pra combate-lo só com um fogaréu aceso por 24 horas.

Para alguns o fogo representa o principio da tecnologia, quando o homem usou a criatividade para dominar a natureza a seu favor, outros dizem que o fogo é filho do Sol e que ao traze-lo para dentro de casa transformo-a em lugar sagrado de aconchego e amor. Recentemente na minha pilha de livros que só aumenta e nunca chega ao fim, eu descobri que o fogo é o pai do afeto, isso mesmo!

Dizem que foi sentado em volta do fogo que nossos olhares se fixaram, e foi assim, olho no olho com o fogo no meio que nos tornamos seres de afeto.

E quem nunca se pegou sonhando acordado em frente ao fogo?

Nos projetos sempre que posso deixo a boca da lareira um pouco mais alta que o padrão que na maioria das vezes é mais próxima ao chão.

Eu tive essa ideia depois que li sobre a deusa Héstia. Na antiguidade, os gregos homenageavam Héstia a deusa dos lares mantendo o fogo aceso bem no meio da parede, e foi assim que comecei a desenhar lareiras mais altas e com a boca orgânica.

Separei 5 lareiras projetadas por mim aqui na Galeazzo, para compartilhar nosso processo e quem sabe inspirar vcs a soltarem a imaginação. Tem pra todos os gostos, cada uma delas foi pensada de uma maneira diferente.

1. Lareira a lenha

A primeira delas é uma lareira a lenha de uma casa de campo, na semana que fomos revesti-la o pomar havia sido podado e achei tão lindo aqueles troncos, não podia deixar jogá-los fora, e resolvi inseri-los entre as pedras.

Lembre-se decoração é experiência!

2. Lareira a Gás I

A segunda lareira é a gás e foi a minha primeira lareira redonda, eu quis que ela tivesse um formato de olho, pensei nela como um grande talismã de proteção para a casa. Aquele pedaço de mármore ali da base também “aconteceu”. As antigas bancadas que estávamos removendo pra reforma eram de mármore e aproveitei-os para criar detalhes pela casa.

Lembre-se decoração é experimento!

3. Lareira a Gás II

A terceira, também a gás, bem ao lado da mesa de jantar, deixei ela bem orgânica pois esse apartamento fica em frente ao parque Burle Marx, além do piso colorido trouxe um pouco das formas de seus trabalhos em paisagismo.

Lembre-se precisa deixar a cabeça livre para o acaso nos inspirar.

4. Fogo de chão

A quarta não é lareira, é fogo de chão, toda feita em pedra sabão, um material 100% brasileiro que eu adoro.

Lembre-se não existe material errado, existe material mal utilizado.

5. Lareira a álcool

E por ultimo uma lareira a álcool toda em pastilhas de ouro contrastando mais uma vez com a pedra sabão. Criei para um evento da Casacor onde a ideia era trabalhar conceitos para um terraço gourmet. Tá meio exagerada mas eu gosto de provocar e acho que nessa aqui eu consegui.

Lembre-se design também é provocar  emoções.

Confira também este projeto com lareira a gás.

Paulista

 

Confere esta lareira criada da base do restauro de escada existente.

Casa na Vila

 

Follow
...

This is a unique website which will require a more modern browser to work!

Please upgrade today!