Como incorporar escadas criativas na reforma de sua casa.

Ahh se as escadas falassem… seria um sobe e desce sem parar!

Quantos filmes trouxeram cenas de tensão, amor e emoção tendo os degraus como protagonistas. Nunca esquecerei de Scarllet O’hara descendo as escarias de Tara, muito menos quando  James Bond persegue Grace Jones nas escadarias da Torre Eiffel no icone 007…cenas que marcaram gerações.  Recentemente Taron Egerdon encarnado de Elton John chega aos infernos ao mesmo tempo que desce as escadas de uma boite Londrina.

Na filosofia elas são a ponte entre o sotão (o inconsciente) e o porão (a sombra, e na arquitetura verdadeiras obras de arte.

Na antiguidade as escadas eram ponto alto da arquitetura, encontrei vários estudos de maquetes, que se tornaram ícones colecionáveis.

Mas deixando o simbolismo de lado, separei algumas escadas com historias contando como incorporamos nos projetos, características e detalhes para te inspirar na hora de construir ou projetar uma escada.

Escada Zig Zag

A primeira escada é um zig zag de aço pintado de cinza que foi pensada como uma escultura que tivesse tanta personalidade quanto o piso colorido. Foi  inspirada na escada do Santos Dumond, os degraus são mais contidos e você tem que subir e descer com uma certa atenção. Tem quem ame e tem quem critique muito, mas não tem jeito na falta de espaço é um recurso excelente. E antes que você escreva que é desconfortável, eu mesmo subi e desci inúmeras vezes e é super funcional.

Eu teria na minha casa.

Se você for mais detalhista verá que o desenho dela é o mesmo do encaixe dos ladrilhos hidraúlicos…pura coincidência!

Isso se chama sincronismo, e a decoração é cheia de histórias assim.

Esta escada fez parte de uma matéria em uma publicação na Argentina,

Fabio Galeazzo na Argentina

E capa na Arquitetura & Construção no Brasil

Galeazzo na Arquitetura e Construção

Escada tronco

A segunda escada ja é mais espaçosa, é a famosa escada helicoidal o nome chique para escada caracol…aqui a ideia era valorizar esse tronco de arvore que estava abandonado e que restauramos para ser emoldurado pela escada.

Precisa ter atenção com aquilo que ja esta no espaço. Aquilo que para uns é lixo, eu adoro transformar em luxo.

 

Que tal conhecer este projeto?

Escada Fogo

A Terceira escada é mais um daqueles casos do acaso… metade da escada, estava com cupim e a outra metade em perfeito estado. Foi o estopim pra criar essa maluquice ou para outros ideia criativa…no meio do caminho veio o frio e o desejo por um fogo ardente!

Ja falei, e repetirei inúmeras vezes…design de interiores é experiência. Essa coisa de ficar rígido ao projeto não é comigo não.

Adoro transformar acaso em poesia.

Escada de casinha

A quarta escada é de uma antiga casa no bairro de Moema que virou livraria, a atual livraria da Vila que esta lá até hoje.  Mantivemos e restauramos pisadas de mármore Carrara e o corrimão de ferro Arabescado, era o único pedido do proprietário …mas como junto aos livros teríamos um café…o corrimão do lado oposto assumiu curvas que lembrasse a fumaça e o aroma característicos do grão.

Mais poesia, porque design é a arte de colocar sentimentos naquilo que antes era inanimado (sem alma).

E agora que você chegou até aqui, me conta …qual a escada dos seus sonhos?

Follow
...

This is a unique website which will require a more modern browser to work!

Please upgrade today!